RSS

Sobre este site

Olá, bem-vindo ao blog!

O objetivo primário do blog é combater a pirataria de software que existe em grande escala no nosso meio. Pirataria é crime, sim, e é mais abrangente do que muitos pensam. Temos muito motivos para não apoiá-la. Entretanto, tenho notado que muitos nem sabem que usam programas piratas, não conhecem alternativas que são gratuitas ou mesmo programas pagos e baratos. É para este público que escrevo. Compreendo que abandonar a pirataria de uma hora para outra não é tarefa fácil, pois leva tempo de adaptação, interesse e mudança de hábitos. Mas, com este trabalho de conscientização pretendo mostrar que a mudança é possível e que podemos reduzir, aos poucos, o comodismo no qual nos encontramos de roubar o trabalho dos outros. Sim, pirataria tem muito a ver com roubo. Eu ainda não fiz uma mudança completa, mas estou fazendo constante pesquisa para abandonar alguns softwares piratas que tenho e adotar programas originais, sejam pagos, gratuitos ou livres.

O meu blog não fala apenas sobre pirataria. Escrevo sobre tecnologia, como usar melhor seu computador e soluções de problemas. Se não liga para a pirataria de software ainda assim o site pode orientá-lo em outras questões. Cada um deve sentir-se livre para tomar suas próprias decisões. Não vou tentar moldar a mente de ninguém. Além de acessar o site diretamente pelo navegador, há outras opções para acompanhar o blog:

Por e-mail. Na página do site, na coluna à direita, é possível fazer uma assinatura de e-mail. Assim, sempre que um novo artigo for publicado (cerca de uma vez na semana), o assinante receberá um e-mail notificando a publicação do artigo.
Por feed de notícias ou RSS. Quem se inscreve em Feeds achará mais prático receber notificações por este meio. Há um ícone bem visível no site no canto superior direito. É o ícone padrão de RSS, de tom alaranjado. Clicar nele o leva para este endereço:
https://piratasdobrasil.wordpress.com/feed/rss/. Use no seu leitor de notícias favorito. O Internet Explorer, o Firefox e o Safari já possuem leitor de feeds integrado.
Pelo Live Messenger. A rede Live, da Microsoft, possui um recursos chamado “Novidades na sua rede”. Quando publico um novo artigo, aparece uma pequena descrição dele e o link para abrir o site. Basta ter meu endereço de e-mail na sua lista de contatos do Live Hotmail.
No Facebook. Outra rede social onde é divulgado o blog. Meu e-mail do Facebook é o mesmo do Live. Novos artigos aparecem no mural. Claro, assim como no Live, apenas meus contatos são notificados.
Seguindo pelo Twitter. Quem tem um twitter pode me seguir por @Raff360. Este canal é especial, pois além de artigos meus do blog, compartilho outros artigos, dentro da área de informática, que tem tudo a ver com o blog. Isso evita que eu copie posts de outras pessoas. Quem não tiver interesse no Twitter, pode acompanhar meus tweets pelo site.

Além de tudo isso, poderá colaborar com o site através de comentários, classificar os artigos que leu, dar sugestões na página específica para isso e divulgar o site para seus amigos.

Atenciosamente,

Raff

 

9 Respostas para “Sobre este site

  1. Gilliano

    17/05/2011 at 10:35

    Gostei do blog, Rafa! Já habilitei o meu leitor de RSS pra visualizar novos posts daqui. Gostaria de dar uma sugestão: Já que o blog é em contra pirataria, pq tu nao fala um pouco mais sobre software livre?

     
    • Raff

      17/05/2011 at 15:26

      Olá, amigão. Olha, se for software livre com foco em GNU/Linux já desisti da ideia (por enquanto). O meu primeiro post (não mais visível) foi justamente falando das vantagens em usar um SO livre, como o openSUSE, que acho muito bom. Mas, como continuar?
      Embora possa recomendar o Linux como excelente SO, não posso dizer o mesmo dos programas. Eles não são superiores ao equivalente Windows. Tomo como exemplo o Office, o OpenOffice / LibreOffice, embora possa atender algumas pessoas, ainda sofre pela interface clássica (o que não é ruim para todos), mas principalmente pela falta de compatibilidade com o aplicativo Microsoft Office usado por mais de 90% das pessoas no mundo. Só isso faz milhares de pessoas desistir do Linux. Convencer pessoas a usar Linux através de um blog é uma tarefa quase impossível. Milhares de sites falam da vantagem do sistema, mas ele não tem uma legião de fãns.
      Outro fator é a variedade de distros disponíveis e as diferenças que existem entre elas. Não tenho tempo de testar todas e dizer qual a melhor, ou seja, eu preciso de um padrão que no mundo Linux não tem. Cada um quer fazer uma distro do seu jeito. Outro grande motivo é que a indústria não apoia o Linux. Dispositivos, jogos e programas líderes do mercado só funcionam em Windows. Para usar no Linux tenho que usar uma gambiarra: emulador ou máquina virtual. Infelizmente, essa é a realidade.
      Mas, não desisti completamente do Linux. Como sistema operacional, o Linux é bem melhor que o Windows, mesmo o Windows 7, e o uso (embora de forma limitada). Entretanto, do ponto de vista SO + Programas, a história muda. Nesse aspecto, a plataforma Windows é bem melhor. O único caso de sucesso de um sistema derivado do UNIX é o Mac OSX. O OSX é exatamente o que o Linux deveria ser. Embora tenha avançado muito, o Linux ainda é para usuários avançados.
      Estou falando tão mal do Linux que podem pensar que não gosto dele. Antes que joguem pedras saibam, tão estimados leitores, que eu sou a favor do Linux. O mundo é que não é.
      Agradeço sua sugestão, Giliano, pois ela é muito boa e vou usá-la, sim. Para algumas pessoas, o Linux é bem viável e gratuito. É um modo excelente de sair da pirataria.
      Uma forma de atrair mais pessoas para o software livre é fazer elas experimentarem um pouco para poderem comparar. Uma solução é ensinar a fazer dual-boot entre sistema Linux e Windows, assim como a Apple oferece opção para dual-boot entre Windows e Mac. A própria Apple viu que muitos não podem deixar simplesmente de usar Windows, mas ela tem a indústria a favor dela. Nos últimos anos, empresas como Adobe, Microsoft, Corel e muitas outras tem investido mais no sistema da maçã. Tem AUTOCAD até para iPad! A indústria de jogos também é um exemplo disso. Espero que o Linux mude de rumo, ou cairá em um grande precipício. Está faltando um Steve Jobs no mundo do pinguim.

       
  2. Gilliano

    17/05/2011 at 15:34

    software livre não é linux.

     
    • Raff

      21/05/2011 at 18:14

      Sei as diferenças. Só queria saber se estava falando especificamente de Linux. Acho que falei demais. Seja sempre bem-vindo!

       
    • Raff

      21/05/2011 at 18:23

      Que sugestões você tem de software livre que rodem em sistema Windows? Conheço poucos, como o Open Office e o Megui.

       
  3. Gilliano

    21/05/2011 at 18:59

    Oi Raff! Desculpe, não quis ser chato com a declaração anterior😉 Só achei que como o intuito do teu blog é mostrar que não precisa de pirataria pra ter bons softwares, seria interessante falar sobre software livre de maneira geral. Quando eu me referi a software livre, me referia a programas desevolvidos por uma comunidade aberta (O linux é só um exemplo de software livre). Pelo que já andei pesquisando na web, pouca gente fala sobre software livre para windows. Por isso a sugestão. Abração!

     
    • Raff

      21/05/2011 at 19:25

      Entendi plenamente o que quis dizer (agora). Sua sugestão é muito boa. Estava preocupado achando que tinha ofendido você de alguma forma. Já encontrei uma boa lista de aplicativos livres e de código aberto (na verdade conheço muitos e nem sabia).
      Só quis mostrar na minha “carta” que tentei escrever só sobre Linux e programas abertos, como um meio de sair da pirataria, mas logo vi que seria uma tarefa árdua para executar sozinho.
      Então, passei a escrever sobre Windows e programas gratuitos, sem deixar de citar alguns pagos que valem à pena ter.
      Sua sugestão me deu boas ideias. Abraço, amigo.

       
  4. Jamison

    29/06/2011 at 11:07

    Alô Raffa, consegui te encontrar aqui. Valeu, obrigado pela orientação, sempre que puder e tiver um tempinho, vou entrar e deixar minhas perguntas e sugestões. Embora como te falei anteriormente, não entendo quase nada de informatica. Uma pergunta:
    Já tenho na minha máquina instalado o AVG-gratuíto, seria vantangem desinstalar este anti-virus e instalar o ESSENCIALYS anti-virus??

     
    • Raff

      29/06/2011 at 22:38

      O Microsoft Security Essentials, ou simplesmente MSE, é um dos melhores gratuitos. Nenhum antivírus garante 100% de proteção. Mas, pela facilidade de uso e por não deixar passar nenhum vírus muito grave, eu recomendo o MSE 2. O AVG, apesar de ser muito comum e um dos mais usados, deixa passar alguns vírus que danificam o Windows.

       

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: